Biografia

Minha Ambição - Loop- Cidalia Castro , Roberto Brasil, Cau Mendes - Novela História de Amor
Cidalia Castro - Show Mistura Fina
Cidalia castro- Donanna - Rio's Cabaret Musical
Single Lábios de Mel- Cidalia Castro - DJ Memê
Filtro Solar - Pedro Bial e Cidalia Castro
As Visões da Raven - Dublagem Cidalia Castro - Músicas
Eu, a Patroa e As Crianças - Jay Kyle - Dublagem Cidalia Castro - Mabel Cezar
Cartaz O Fantasma da Ópera Musical Oficial Brasil
Camarim O Fantasma da Ópera - Carlotta- Cidalia Castro
Cidalia Castro e Subway Jam - Bourbon Street Camarim
Preparação Cidalia Castro - O Médico e o Monstro
Jazz - Doodlebops - Cidalia Castro - Dublagem

Quem é Cidalia Castro

Carreira

-Cantora, compositora, arranjadora vocal, diretora musical e atriz, desde 1994.

 

 

 

-Nascida em uma família de artistas, cresceu escutando e cantando músicas brasileiras (há gravações dela com três anos cantando músicas de Tom Jobim e outros grandes compositores) ensinadas por sua mãe , Tereza, que largou a carreira de cantora para ser mãe.

-Sempre soube que iria trabalhar a vida inteira com música.

- Seu pai era contra sua carreira e queria que ela fosse advogada. Ela se recusou mesmo sabendo que poderia gerar conflito, e ao completar o ensino fundamental, gravou uma fita demo e foi em busca de oportunidades.

- Como era muito tímida, seus colegas de escola riam quando ela afirmava que seria cantora. 

- Estudou com Vera do Canto e Melo, um sonho que tinha desde que resolveu seguir carreira e se aperfeiçoar.

- Seu pai a assistiu ao vivo uma única vez, quando ela já tinha 6 anos de carreira, no musical Rio's Cabaret Musical, de Carlos Leça, em 2000. Só foi porque a mãe insistiu demais e o levou a contragosto. Desde então nunca mais a assistiu, mas passou a respeitá-la.

 

 

 

 

Pelas mãos de seu mentor musical, o lendário percussionista Laudir de Oliveira (ex- Chicago, Sergio mendes, entre outros), começou sua carreira no Fest Valda, no Circo Voador - RJ, acompanhada de uma banda formada por músicos como Cau Mendes, Roberto Brasil e Alex Cohen. Logo depois, Cidalia, Cau e Roberto formaram o grupo Loop, que teve seu álbum de estreia produzido pelo renomado produtor Júnior Mendes, e emplacou a música Minha Ambição na novela História de Amor, de Manoel Carlos, no horário das 18 h na Rede Globo. Lançaram a versão em espanhol, Mi Ambición, para o mercado latino americano. Se apresentaram em alguns programas de TV, como o Xuxa Park. No programa, conheceu o cantor Edmon Costa, que a convidou para gravar a música Natal de Todas As Raças, composição de Edmon, Rodrigo Ferraz, Claudio Costa e Rodrigo Kuster, que acabou virando tema de Natal do Xuxa Hits de 1995, após Xuxa escutar a canção em estúdio e se apaixonar pela proposta. O projeto foi batizado de Movimento Black Brasileiro e contava com a presença do Grupo Veneza (de Rodrigo Ferraz), Edmon, Rosana, Júlio Borges, Abdulah, Alexandre Lucas (então vocalista do grupo Fanzine, intérprete da canção de abertura de História de Amor), Alexandre Dantas (ex- Conexão Japeri), e As Sublimes, já com Flávia Santana no lugar de Isabel Fillardis. A partir desse projeto, foi apresentada ao produtor Torcuato Mariano, que mais tarde a convidou para fazer parte da turnê do cantor Flavio Venturini, Beija-Flor, fazendo vocais e duetos pelo Brasil afora.

 

Logo após a tour Beija-Flor, que durou dois anos, integrou por alguns meses a tour de Alceu Valença, Forró de Todos os Tempos, e na sequência, foi indicada pelo produtor Junior Mendes para acompanhar o cantor Tim Maia no que seriam seus últimos shows, em 1997/ 98, permanecendo até seu falecimento em 15/03/1998. No mesmo ano, lançou seu primeiro álbum solo, Cidalia, no projeito O Som do Grande Rio, com regravações de grandes compositores, cnsagrados e entrando na cena musical, como Juliano Cortuah e Jorge Vercillo, que a convidou para a primeira adição de seu pioneiro projeto OutrosSim, em parceria com o cantor Marcelo Miranda, que tinha por objetivo lançar novos nomes da música brasileira. Em 1999, com a Banda Vitória Régia, gravou o especial Tributo a Tim Maia, pelo canal Multishow, produzido por Junior Mendes e Meu Bom, com grandes nomes como Jorge Benjor, Alcione, Ed Motta, Pedro Mariano, Leny Andrade, Toni Garrido, entre outros.

 

Em 2000, foi convidada a estrelar seu primeiro musical, Rio's Cabaret Musical, uma produção ousada, de autoria de Carlos Leça, que também foi dirigida e coreografada pelo grande diretor, coreógrafo, ator, cantor e bailarino. No mesmo ano, foi convidada pelo célebre DJ Marcello "Memê" Mansur, para gravar o single Lábios de Mel, por sua então gravadora, a extinta Estilingue Records, aberta em parceria com o DJ Fernando Calmon. Em 2001, foi convidada a participar do CD As Segundas Intenções do Manual Prático, de Ed Motta, juntamente com Kacau Gomes, Alexandre Lucas e Alexandre Dantas, tendo destaque na faixa Mágica de Um Charlatão. No mesmo ano, recebeu o convite da dupla Charles Moeller e Claudio Botelho, que a assistiram em Rio's Cabaret e gostaram de seu trabalho, para atuar no musical Company, de Stephen Sondhein e George Furth.

 

No ano seguinte, Carlos Leça a chamou para uma participação especial no musical Bataclan Brasil, como a personagem Miss Leelight, e logo em seguida, recebeu um convite para integrar a banda Cidade Negra em seu DVD e CD Acústico MTV, e sair em turnê com a banda. Graças a isso, logo em seguida, em 2003, foi chamada por Paul Ralphes (produtor do Acústico e ex baixista da banda inglesa Bliss) para a gravação de Filtro Solar, com Pedro Bial, adaptação do projeto Everybody's Free (To Wear Sunscreen), do diretor Baz Luhrman, com narração de Michael Douglas, que estourou na internet um ano antes. Filtro Solar foi sucesso e tema das principais rádios de todas as capitais do país.Ainda em 2002, chegou a ser chamada para os testes para o primeiro reality musical da Globo, Fama (primeira edição em 2002, apresentada por Toni Garrido e Angélica), chegando a ficar uma semana confinada no hotel com outros candidatos como Juliano Cortuah, Vanessa Jackson e Adelmo Casé, mas não pode assinar o contrato, pois seu pai estava com câncer em estado terminal, e ela não podia ficar vários meses confinada na casa onde o reality se passaria por razões óbvias. Seu pai faleceu pouco tempo depois, no começo de agosto, no meio da tour do Cidade Negra, fazendo com que ela retornasse ao Rio para o enterro de seu pai e para ajudar a mãe em todo o processo de velório, enterro e mudança de casa.

 

Em 2003 a atriz e cantora Doriana Mendes a indicou para uma dublagem do renomado estúdio Delart, no Rio. Era a dublagem da personagem principal da série da Disney As Visões da Raven. Ela gravou tudo que a personagem cantava na série, bem como a abertura do seriado. Simutaneamente, dublou tudo que a personagem Jay Kyle cantava na série Eu, a Patroa e as Crianças, e gravou uma abertura especial do seriado Jimmy Neutron, em homenagem a James Bond. No mesmo ano, foi selecionada pela Disney em um teste com cerca de 300 candidatas para gravar Espíritos Ancestrais (Great Spirits), música de Phil Collins, gravada em inglês por Tina Turner, para a trilha oficial do longa metragem Irmão Urso, da Disney.Em seguida foi convidada a participar dos vocais de vários discos de artistas famosos pelo grande produtor Guto Graça Mello, onde gravou com Gilberto Gil, Milton Nascimento, Banda Eva, Netinho Baiano, a apresentadora Eliana, Leila Pinheiro, entre outros. Também foi convidada pelo famosos produtor Liminha para fazer vocais no cd de Ana Carolina, Estampado. Também convidada pelo lendário produtor Lincoln Olivetti para o projeto Soul Tim, como vocal de apoio.Em 2004, foi convidada por Liminha para participar do evento da passagem da Tocha Olímpica pelo Rio de Janeiro, evento que reuniu nomes como Sandy & Junior, Ivete Sangallo, Zizi Possi, Alcione, Ed Motta, Zezé Di Camargo e Luciano, Jorge Benjor, Martinho da Villa, entre outros.

 

Em 2005, recebe dois convites ao mesmo tempo: para fazer teste para o musical O Fantasma da Ópera, em São Paulo, e para o Programa Raul Gil. Passou nos dois, apesar de ter sido obrigada a faltar para o teste principal do musical, por ter amanhecido com uma febre de 40 graus. Sua ausência fez com que o papel de Carlotta Giudicelli não fosse conquistado logo de cara, e sim um pouco mais tarde, no decorrer do musical.No Raul Gil, permanece por pouco tempo, porque o cansaço não a deixa dar o máximo de si, por conta dos ensaio do Fantasma, que eram de oito horas diárias​, com apenas uma folga por semana, e ela só conseguia chegar na hora de se apresentar, sem descanso, e nem conseguia fazer a passagem de som (testar o som previamente, equalização adequada de microfone, altura do playback instrumental que a acompanharia), problema que muitas vezes a prejudicou, pois algumas vezes ela não se ouvia direito, e isso tirava sua concentração e dificultava um bom desempenho. Então optou pelo musical, que estreu em abril daquele ano.

 

O musical ficou dois anos em cartaz, batendo recordes de público e bilheteria. No meio da temporada, saiu do ensemble e foi promovida a alternante de Carlotta, com a bênção de Denny Berry, coreógrafa americana, e do maestro australiano Guy Simpson, com a direção dos maestros Miguel Briamonte e Paulo Nogueira e da diretora residente, a lendária Tânia Nardini. Sua foto de Carlotta permaneceu na frente do Teatro Abril (atualmente Teatro Renault) até o fim da temporada.Durante a temporada, Cidalia acabou se tornando respeitada por ter "salvo" uma das récitas (antes de se tornar alternante oficial), quando a soprano Edna D'Oliveira, que estava com uma fissura no cóccix por conta de um pequeno acidente, acabou de fraturar esse osso em cena, no começo da récita, e Cidalia, mesmo com o enorme susto e preocupação com sua colega e amiga, se aprontou em cerca de 15 minutos e assumiu o papel, sendo ovacionada de pé pelo público pela bravura de ter atuado e cantado com maestria mesmo sob tanta pressão.

 

Em 2006, durante a temporada do Fantasma da Ópera, conheceu o guitarrista Marcel Nadal, com quem veio a formar a banda Subway Jam, que a acompanharia em seus shows solo por alguns anos, com alguns dos melhores músicos de São Paulo e do Brasil, como Marcelo Mariano e Jotinha. Também colaborou com o produtor Rogério Vaz, gravando participações para Malhação, entre elas, como a voz de Virgínia Cavendish no papel da produtora e cantora Linda Glitter.Em 2007 e 2008, integrou o grupo vocal All Music, de seu colega de Fantasma da Ópera, o cantor lírico Saulo Javan, que foi o Don Atílio na temporada. Mesmo atuando em outros musicais nos anos seguintes, continuou cantando com o grupo.Ainda em 2008 participou, cantando a ária Mythodea, de Vangelis, do lançamento do novo Corolla, na festa de lançamento da Toyota no Credicard Hall, com um coro lírico selecionado por Saulo Javan com algumas das maiores vozes de São Paulo.

 

Também começou a dublar a personagem Mazz na série Doodlebops (Disney), pelas mãos do ator e dublador consagrado Roberto Rocha, ao lado dele e de Fred Silveira e Bianca Tadini, com direção de Marcelo Campos, no estúdio TV Group, onde pouco tempo depois se tornaria diretora musical.Em 2009 recebeu de Charles Moeller e Claudio Botelho o convite a integrar a temporada paulista do musical A Noviça Rebelde, como Madre Superiora alternando com Vera do Canto e Mello e Mirna Rubim. Um marco em sua carreira, pois teve a chance de atuar ao lado de sua mestra, responsável por sua técnica vocal, Vera do Canto e Mello.Em 2010 foi selecionada para o papel de Lady Beaconsfield, no musical O Médico e o Monstro, com direção do americano Fred Hanson, direção musical do maestro Paulo Nogueira e coreografias originais de Katia Barros (Coreógrafa do DVD da Anitta e de vários musicais) , pela Kabuki (produtora do musical Shrek), que permaneceu em cartaz por um semestre no teatro Bradesco.

 

Ainda em 2010, foi convidada por seu mentor Laudir de Oliveira a conhecer pessoalmente o grupo americano Chicago, que faria shows no Brasil aquele ano. Em 2011 integrou o elenco do musical Evita, de Jorge Takla, como Juana Ibarguren, mãe de Evita. Em 2012, foi selecionada para o papel de Srta Sherman, no musical Fame, direção do americano Billy Johnstone e regência de Paulo Nogueira. No processo, teve a chance de lapidar sua técnica vocal com o preparador vocal do musical e amigo de longa data, Rafael Villar. No mesmo ano começaram a se intensificar seus trabalhos com direção musical, e entre seus trabalhos estão a direção das séries Doutora Brinquedos, My Little Pony, Henry Monstrinho, entre outras, seguindo por 2013 e 2014, paralelamente à produção de seu álbum de inéditas, com previsão estimada de lançamento para o final de 2017. Duas faixas inéditas já estão em pré-produção.  São duas parcerias com a cantora Hannah Lima, com produção do ex- The Voice Edu Camargo.

Em 2013 conheceu pessoalmente Peter Cetera, artista que mais a inspirou a seguir a carreira musical.

Em 2015 conheceu Bill Champlin, outro de seus maiores ídolos / influências, em sua passagem pelo Chile.

Em 2016 assumiu a direção de duas séries novas da Disney: a aclamada Elena de Avalor, primeira princesa latina da Disney, e Morko & Mali, produção da Disney Argentina para a América Latina.

 

Ainda em 2016, lançou um single de autoria dela e Fernando Zuben, Make Love Not War, produção do DJ Extasia, brasileiro radicado na Suíça.

 

Em 2017, dublou a personagem Madame Samovar / Sra Potts, vivida por Emma Thompson, na versão Live-Action do clássico A Bela e a Fera, que estreia nos cinemas do Brasil em 16/03. Ela canta o célebre tema A Bela e a Fera no filme.

Vida & curiosidades